Aprendendo SIG com Game of Thrones (XII): Edição gráfica

Complementando um exercício anterior no qual havíamos tratado a edição de tabelas, neste veremos a edição gráfica. As ferramentas de edição gráfica permitem criar e editar dados vetoriais. A única coisa que devemos observar é que determinados formatos de dados são somente de leitura e não permitem a edição.

Para adicionar ou modificar elementos de uma camada é necessário que a camada esteja ativa e em modo de edição. Em função do tipo de camada a editar estarão disponíveis determinadas ferramentas (para pontos, linhas e/ou polígonos).

Estas ferramentas estão disponíveis a partir do menu “Camada“ nos submenus “Remover”, “Inserir” e “Modificar”, do menu “Editar” e na barras de ícones correspondentes.

Como sempre comentamos, este é um curso básico de introdução aos SIG, mas se quiser conhecer em detalhe todas as ferramentas de edição recomendamos consultar o manual do gvSIG Desktop:

Feita esta breve introdução, vamos realizar a nossa prática com os dados de Game of Thrones.

Nosso exercício consistirá em criar uma camada nova na qual iremos adicionando as rotas ou viajes que seguem cada um dos protagonistas da saga. Nesse caso, desenharemos o caminho percorrido pelos irmãos Greyjoy de Pyke a Meereen passando por Volantis.

O primeiro passo será criar uma nova camada (no formato shapefile). Encontramos esta ferramenta no menu “Vista/Nova camada”.

A interface irá guiando nossos passos para criar a nova camada:

figura12_01

Devemos selecionar “Criação de nova camada Shape” e clicar no botão “Próximo”.

figura12_02

No próximo passo, “Arquivo de saída”, indicamos o nome e o caminho onde será salva a nova camada (por exemplo podemos chamá-la “Routes”). Uma vez definido devemos clicar no botão “Próximo”.

figura12_03

Neste passo podemos definir o tipo de camada: Point (Pontos), Curve (Linhas), Surface (Polígonos) ou Multipoint (Multipontos). No nosso caso, por querermos representar rotas, necessitamos uma camada de linhas. Portanto, selecionamos o tipo de geometria “Curve”.

Com o botão “Adicionar campo” podemos adicionar campos de atributos à nova camada. Adicionaremos um que chamaremos “Name”, do tipo “String” (cadeia de texto) que servirá para identificar cada rota.

figura12_04

Se quisermos adicionar outros campos, podemos fazê-lo agora. Uma vez definida a tabela de atributos, clicamos no botão “Próximo”.

figura12_05

Por último selecionamos a opção de adicionar a nova camada à Vista. Para terminar clicamos no botão “Finalizar”. Já temos a nova camada em nossa Vista. Uma camada vazia, sem elementos, e que agora devemos começar a preencher de conteúdo.

Para facilitar o desenho da rota, como já vimos no exercício “Rotulagem”, vamos rotular a camada “Locations”, o que nos permitirá identificar facilmente os lugares pelos que passam o caminho que iremos desenhar: Pyke, Volantis e Meereen. Também podemos utilizar as ferramentas de seleção e o “localizador por atributo” para identificar estas localizações.

Em primeiro lugar vamos tornar editável a nossa camada. Com a camada ativa, podemos fazê-lo no menu “Camada/Iniciar edição” ou no menu contextual que aparece ao clicar com o botão secundário sobre a camada no TOC ou Tabela de conteúdos.

figura12_06

Quando uma camada está em edição seu nome altera para a cor vermelha:

figura12_07

Além disso, podemos ver que apareceram novas barras de ferramentas que permitem tanto desenhar novos elementos como editar os já existentes:

figura12_08

A última alteração na interface se situa na parte inferior da Vista, onde podemos expandir ou contrair uma barra de comandos:

figura12_09

Antes de começar o desenho do caminho devemos conhecer duas ajudas fundamentais ao desenho. Com a roda do mouse, movendo para frente e para trás, podemos alterar a escala de visualização. Com a roda do mouse clicada podemos deslocar-nos pela cartografia.

Para começar a desenhar a rota selecionamos a ferramenta “Desenhar polilinha”:

figura12_10

Nos posicionamos perto de Pyke e clicamos com o mouse, e já temos o primeiro ponto da nossa rota. Agora iremos utilizando a roda do mouse para navegar pela cartografia e ir adicionando pontos intermediários até chegar a Volantis, e posteriormente a Meereen. Após posicionarmos o último ponto clicamos com o botão secundário do mouse e no menu contextual que aparece selecionamos a opção “Finalizar”. Como vimos no exercício de “Edição de Tabelas” agora poderíamos editar seus atributos e colocar, por exemplo, “Greyjoy brothers” para identificar esta viajem.

Em seguida poderíamos adicionar novas rotas, cada uma das quais seria um novo elemento da camada. Neste caso paramos por aqui, portanto acessamos o menu “Camada/Terminar Edição”.
O resultado será similar ao seguinte:

figura12_11

Vocês já estão preparados para praticar e conhecer em profundidade as demais ferramentas de edição! E também podem praticar as ferramentas que já vimos anteriormente, por exemplo adicionando como hyperlink uma imagem identificativa de cada rota.

figura12_12

Nos vemos novamente no antepenúltimo artigo deste curso, no qual faremos uma introdução ao geoprocessamento.