Arquivo da tag: update

Instalando o gvSIG no Ubuntu Linux

Aproveitando que no meu último artigo falei sobre um vídeo-curso para gvSIG, vou falar hoje sobre a instalação do gvSIG no Ubuntu Linux 9.04 (o procedimento é semelhante para as demais distribuições Linux).
Para quem ainda não conhece, o gvSIG é um Sistema de Informação Geográfica (SIG), isto é, “uma aplicação desenvolvida para capturar, armazenar, manipular, analizar e exibir em todas as suas formas as informações geograficamente referenciadas com o fim de resolver problemas complexos de planejamento e gestão. Caracteriza-se por dispor de uma interface amigável, sendo capaz de acessar os dados mais comuns, tanto vetoriais como raster, e conta com um grande número ferramentas para trabalhar com informações de natureza geográfica (ferramentas de consulta, criação de mapas, geoprecessamento, redes, etc.) que o tornam uma ferramenta ideal para usuários que trabalham com a componente territorial.” (livre tradução de um trecho da apresentação do gvSIG disponível em http://www.gvsig.org/web/home/projects/gvsig-desktop).
O gvSIG é um sistema escrito em Java, e está sendo desenvolvido pelo Conselho de Infraestruturas e Transporte de Valencia (Espanha). É um programa livre, distribuído sobre licença GNU/GPL, o que permite seu uso livre, distribuição, estudo e melhora, e está disponível para as plataformas Linux, Windows e MacOS, nos mais diversos idiomas, inclusive para o português.

Buenas, vamos ao que interessa: iremos instalar a versão 1.1 do gvSIG, pois é a última versão estável. Já está disponibilizada a versão 1.9 RC1, mas esta é uma versão de desenvolvimento, e pode apresentar muitos problemas na utilização para trabalhos; se você quiser instalar essa versão para conhecer as novidades que estão sendo incorporadas, o procedimento de instalação é semelhante ao que vamos descrever, bastando apenas baixar o arquivo desejado e trocar os nomes no procedimento).
Como estamos partindo do zero, vamos aproveitar e já baixar a versão 1.1.1, com todos os pré-requisitos incluídos: isso pode ser feito acessando a página de downloads do gvSIG e escolhendo a “versão 1.1.1, Complet version (all-included)”, disponível no link: ftp://downloads.gvsig.org/gva/descargas/ficheros/11/gvSIG-1_1_1-linux-i586-withjre.bin. Ou podemos fazer isso utilizando o terminal e o wget:

wget -c ftp://downloads.gvsig.org/gva/descargas/ficheros/11/gvSIG-1_1_1-linux-i586-withjre.bin

Em seguida, vamos permitir a execução do arquivo:

chmod +x gvSIG-1_1_1-linux-i586-withjre.bin

Feito isto, vamos executar o arquivo:

./gvSIG-1_1_1-linux-i586-withjre.bin

Agora, basta seguir as instruções. O programa irá instalar, se necessário, os seguintes componentes: Java Virtual Machine, JAI libraries, JAI image I/O libraries e, finalmente, o gvSIG. Pode seguir todas as opções defaults e/ou recomendadas. Tenho o costume de deixar a pasta de instalação com o nome geral da versão (gvSIG_1.1, no caso).

Terminado o processo, estaremos com o gvSIG versão 1.1.1 instalado. Mas a versão estável mais atual é a 1.1.2, então vamos continuar o procedimento para termos esta versão instalada. Volte ao terminal, e baixe a versão de updade:

wget -c ftp://downloads.gvsig.org/gva/descargas/ficheros/11/gvSIG-update-1_1_2-linux-i586.bin

Novamente, vamos mudar as propriedades do arquivo, para permitir a execução:

chmod +x gvSIG-update-1_1_2-linux-i586.bin

E, para finalizar. vamos executar o arquivo baixado:

./gvSIG-update-1_1_2-linux-i586.bin

Mesmo procedimento do arquivo anterior. Basta escolher o idioma da instalação e seguir as instruções. No caso, é recomendável deixar a versão Java já instalada, e quando solicitada a pasta de instalação, indicar a pasta anteriormente selecionada para a instalação do gvSIG (gvSIG_1.1 no meu caso). Cuide para não selecionar gvSIG_1.1.2, pois como esse é um arquivo de update, não irá realizar a instalação completa, e não vai conseguir atualizar corretamente se não for indicado qual a pasta em que você instalou a versão prévia do gvSIG.

Agora, duas dicas importantes:
1. Desligue todos os efeitos visuais quando for trabalhar com o gvSIG, ou você terá problemas com o mesmo, principalmente se você tem instalado o Compiz. Clique com o botão direito na área de trabalho e escolha a opção “Alterar plano de fundo”; Na aba “Efeitos Visuais”, selecione a opção “Nenhum”. Depois que você acabar de trabalhar com o gvSIG pode restaurar os efeitos visuais.
2. Para iniciar o programa, você tem que navegar até a pasta onde o gvSIG foi instalado e executar o arquivo gvSIG.sh, que está dentro da pasta “bin”. Para evitar ter que fazer isso toda vez que for usar o programa, você pode criar um lançador no menu de Aplicativos. Para isso, siga os seguintes passos:
a. Clique com o botão direito do mouse sobre o Menu Aplicações > Editar Menus;
b. Quando a janela menu principal abrir, você verá dois campos, um chamado Menus: e outro Itens: Em Menus, clique uma vez sobre no ícone Aplicações e em seguida no lado direito da janela clique em Novo Menu. Renomeie este novo menu como Geoprocessamento (ou outro nome de sua preferência).
c. Depois, clique sobre este novo menu que você acabou de criar e no lado Itens, adicione um Novo Item.
d. Uma nova janela se abrirá, ela chama-se Criar Lançador. No campo Nome, digite gvSIG; no campo comando, navegue até a pasta onde o programa foi instalado. No meu caso, ficou em “/home/user/gvSIG_1.1/bin/”. Selecione o arquivo gvSIG.sh e mande abrir.
e. De volta a janela anterior, no lado esquerdo tem um quadrado com uma figura, clicando sobre ela você adiciona um icone ao seu gosto. Para inserir o icone do gvSIG é só ir até a pasta mencionada no tópico anterior.
f. Depois é só clicar em OK e depois fechar a janela do Menu Principal.
E está pronto. Agora você já tem o programa gvSIG disponível em Aplicativos > Geoprocessamento > gvSIG, e poderá seguir o vídeo-curso para gvSIG, citado anteriormente ;)

Nos próximos artigos estarei repassando alguns links de cursos, apostilas e outros recursos para o gvSIG, bem como os procedimentos para instalar extensões e módulos importantes que potencializam o uso do gvSIG, como a extensão PilotoRaster e o módulo Sextante, que acrescenta mais de 160 scripts destinados à análise territorial, processamento de imagens, MDT, entre outros recursos voltados para o geoprocessamento.

Obs.: esse artigo foi inspirado no artigo “gvSIG – Uma alternativa ao Arcview“, do excelente blog Geoprocessamento para Linux. Leitura recomendada para todos os Linuxeiros Geomaníacos :D