Arquivo da tag: linux

Instalando o gvSIG 2.0 versões RC (release candidate)

Buenas, pessoal!

O desenvolvimento da versão 2.0 do gvSIG está andando a passos largos. Montei este tutorial com a versão RC3, mas já recebi a notícia de que já está disponível para download a versão RC4. Não haverá maiores problemas pois o procedimento é o mesmo, bastando substituir o nome do arquivo para a última versão disponível.

Há uma grande expectativa da comunidade de usuários gvSIG quanto ao lançamento da versão 2.0, e se você quiser testar a nova versão, poderá seguir os passos que estão demonstrados neste tutorial. Ressaltamos que esta é uma versão beta, destinada a testes, e que não deve ser utilizada como ambiente de trabalho “normal”. Este tutorial está sendo feito considerando a instalação do gvSIG 2.0 RC3 em um PC com Linux Ubuntu 12.04. Para outras versões do Linux e/ou de outros sistemas operacionais o procedimento pode variar um pouco, mas segue a mesma lógica.

A partir da versão 2.0 teremos duas possibilidades de instalação: a tradicional (completa e com todos os pré-requisitos de instalação), que é opção recomendada, e a instalação online, que requer uma conexão com a internet para ser completada (recomendo uma conexão com a internet estável e de boa velocidade, pois o número e tamanho dos arquivos a baixar é considerável). Na medida do possível, procurarei abordar ambos os processos de instalação.

Como o tutorial ficou bem “grandinho”, optei por colocar uma divisão no texto. Na página principal você verá até essa parte, e, clicando no link abaixo, poderá visualizar o tutorial completo.

Continue lendo Instalando o gvSIG 2.0 versões RC (release candidate)

Instalação da extensão de topologia no gvSIG 1.12

Estou acompanhando a série de artigos sobre Diagrama de Voronoi que o Anderson Medeiros está publicando em seu blog, e um dos artigos explica como efetuar essa operação no ArcGIS. É uma boa hora para retomarmos a série #SLGeoTbFaz. No entanto, ao abrir o gvSIG para fazer o procedimento, notei falta da opção para elaborar o Diagrama de Voronoi e, após uma breve pesquisa, descobri que seria necessário instalar a extensão de Topologia para habilitar essa função no gvSIG. Veremos agora como proceder para instalar a extensão de topologia no gvSIG, nas versões 1.12 e superiores (nas versões 1.11 e anteriores o procedimento é um pouco diferente, e será abordado ao final deste artigo). Em primeiro lugar, precisamos acessar o Gestor de Complementos, que a partir desta versão do gvSIG já está totalmente funcional. Para tanto, acessamos essa opção no menu Ferramentas > Gestor de Complementos. Ao clicarmos nesta opção, nos depararemos com a seguinte tela (clique na figura para abrir em tamanho maior):

complementos01

A primeira opção é utilizada no momento da instalação do gvSIG, a segunda é utilizada quando fazemos a instalação a partir de um arquivo disponibilizado para este fim, e a terceira opção, que é a que iremos usar, é utilizada quando queremos instalar um complemento (uma extensão do gvSIG, neste caso), a partir de um repositório do gvSIG, na web. Note que o campo logo abaixo já está preenchido com o link do repositório que iremos utilizar. Clicamos no botão “Next” para irmos à próxima tela: complementos02 No lado direito desta tela veremos uma lista com todos os complementos que estão disponíveis para instalação a partir deste repositório. Vamos descer a lista até encontrarmos a extensão “org.gvsig.topology“, que é a que nos interessa neste momento. Selecionado o complemento que queremos instalar, clicamos novamente no botão “Next“.

complementos03

Neste momento, aparecerá uma janela alertando para o fato de que selecionamos uma versão que está em desenvolvimento ou não é oficial. Clicamos em “Continue” para seguirmos na instalação.

complementos04

Neste momento, voltaremos à janela do Gestor de complementos. Clicamos no botão “Iniciar download” para iniciarmos o processo:

complementos05

Dependendo da conexão, esse passo pode demorar um pouco, pois o programa entrará em contato com o servidor do repositório, e fará a “negociação” para iniciar o download:

complementos06

Quando o download do arquivo começa, podemos acompanhar o seu avanço.

complementos07

Terminado o download precisamos clicar novamente no botão “Next“, para seguir para a tela de instalação propriamente dita:

complementos08

Terminada a instalação do complemento que selecionamos, o botão “Finalizar” ficará disponível, bastando clicar no mesmo para terminarmos o processo.

complementos09

 Por último, somos alertados de que precisamos reiniciar o gvSIG para que as mudanças sejam aplicadas, isto é, neste caso, para que a extensão de Topologia esteja funcional no gvSIG. Pode até parecer um pouco complicado em um primeiro momento, em parte porque eu detalhei bastante o processo, mas é algo relativamente fácil e certamente menos complicado do que o processo de instalação de complementos que existia nas versões anteriores. Por sinal, para quem estiver trabalhando com versões anteriores a 1.12 do gvSIG, será necessário instalar no modo “antigo”: Acesse a página de downloads das extensões (http://www.gvsig.org/web/projects/gvsig-desktop/devel/topology), escolha a versão referente ao seu sistema operacional, e execute o arquivo que baixar. Se você estiver trabalhando com o Linux, poderá se basear em um dos tutoriais que eu já havia disponibilizado em outras ocasiões sobre a instalação de extensões no gvSIG (aqui ou aqui).

Neste artigo apresentamos o Gestor de Complementos do gvSIG, uma ferramenta importante e que passará a fazer parte do nosso modo de trabalhar com o programa, pois vem substituir o processo antigo, permitindo que não nos preocupemos com qual a sistema operacional e/ou versão do programa estamos trabalhando, ou com qual o local onde o gvSIG está instalado, pois o Gestor de Complementos gerencia todas estas informações para nós, tornando o processo transparente.

No próximo artigo veremos como aplicar o Diagrama de Voronoi com o gvSIG, utilizando a extensão de Topologia do gvSIG. Até lá!

Instalando o gvSIG 1.11 no Ubuntu – Um guia visual

Buenas, pessoal!

Como prometido no artigo anterior, onde falei sobre o lançamento da versão 1.11 do gvSIG, eu aproveitei a instalação do mesmo no meu computador, e montei um passo-a-passo visual de como fazer a instalação do gvSIG 1.11 no Ubuntu Linux. Vamos à pratica:

Em primeiro lugar, vamos baixar o arquivo de instalação. Abrindo um terminal, digite:
wget -c http://forge.osor.eu/frs/download.php/1569/gvSIG-1_11-1305-final-lin-i586-withjre-j1_5.bin

Aguarde o download do arquivo. Quando terminar, digite o seguinte comando no terminal, para permitir que o arquivo seja executável:
chmod +x gvSIG-1_11-1305-final-lin-i586-withjre-j1_5.bin

Feito isso, já podemos partir para a execução do programa de instalação, digitando no terminal:
./gvSIG-1_11-1305-final-lin-i586-withjre-j1_5.bin

Na imagem abaixo, veja como deve ter ficado a sequencia de comandos no terminal (clique na imagem para ver em tamanho maior).

gvsig1_11_01 - Share on Ovi

Se você preferir fugir do terminal, acesse a página de downloads do gvSIG, e baixe o arquivo do gvSIG 1.11 no modo “tradicional”. Depois de baixado, vá na pasta onde o arquivo está, clique com o botão direito do mouse em cima do arquivo e, no menu de contexto que se abre, selecione “Propriedades”. Na janela que se abre, clique na opção “Permitir excecução do arquivo como um programa”, e depois clique em “Fechar” para aplicar as alterações.

gvsig1_11_02 - Share on Ovi

Dois cliques no arquivo e você será apresentado a uma janela perguntando se deseja executar o arquivo. Clique em Executar. Daqui em diante o processo será o mesmo, independente da maneira que você resolveu adotar para baixar e executar o arquivo.

Em um primeiro momento, abrirá uma janela sugerindo que o instalador confira se tens todos os pré-requisitos instalados no computador. É interessante aceitar. Estando tudo ok, seremos apresentados a janela de seleção do Java Runtime Enviroment (JRE). Se você, como eu, já tem instalada outra versão do gvSIG, pode deixar a primeira opção selecionada (Usar JRE usada pela versão anterior do gvSIG). Se não for o caso, estará selecionada a segunda opção (instalar uma versão do JRE no diretório /home do usuário). Em ambos os casos, é só clicar em “Continue” e seguir o processo.
gvsig1_11_03 - Share on Ovi

Na próxima janela, selecione o idioma que será utilizado no processo de instalação do gvSIG:
gvsig1_11_04 - Share on Ovi

Aparecerá a janela de informações sobre o programa, bastando selecionar a opção “Próximo” (depois de ler todas as informações, é claro ;) ):
gvsig1_11_05 - Share on Ovi

A próxima janela é a da licença. Selecionar a opção “Eu concordo com este contrato de licença” e clicar em “próximo”:
gvsig1_11_06 - Share on Ovi

Aparecerá a tela de seleção das extensões a serem instaladas. Como queremos o gvSIG completo, não há nada a fazer aqui, a não ser clicar em “Próximo” novamente:
gvsig1_11_07 - Share on Ovi

A próxima tela nos permite selecionar a pasta onde o gvSIG será instalado:
gvsig1_11_08 - Share on Ovi

Por opção pessoal, costumo deixar o gvSIG instalado em uma pasta com o nome da versão principal (gvSIG1.11, no caso), o que facilita se for lançada alguma versão de correção do programa. Mas você é livre para instalar ele onde quiser…
gvsig1_11_09 - Share on Ovi

Se o diretório ainda não existir, seremos alertados que ele será criado. Basta clicar em “Ok”:
gvsig1_11_10 - Share on Ovi

Em seguida, começa o processo de instalação propriamente dito. Só nos resta aguardar o término:
gvsig1_11_11 - Share on Ovi

Quando a instalação termina, aparece esta tela, e devemos clicar em “Próximo”:
gvsig1_11_12 - Share on Ovi

Esta tela deveria fazer parte da criação automática do lançador no menu, mas [ainda] não funciona corretamente no Linux. Clica-se em “Próximo”:
gvsig1_11_13 - Share on Ovi

E somos então apresentados a tela final da instalação. Para terminar, basta clicar em “Fechar”.
gvsig1_11_14 - Share on Ovi

Já estamos com o gvSIG instalado e operante, mas ainda não temos uma entrada no menu para acessá-lo. Vamos continuar nossa tarefa:
Clique com o botão direito do mouse em cima do menu “Aplicativos” e, no menu de contexto que se abre, clique em “Editar menus”:
gvsig1_11_15 - Share on Ovi

Quando a janela “Menu principal” abrir, você verá dois campos, um chamado “Menus:” e outro “Itens:”. Em Menus, clique uma vez sobre no ícone “Aplicativos” e, em seguida, no lado direito da janela, clique em “Novo Menu”.
gvsig1_11_16 - Share on Ovi

Na janela “Propriedades do Diretório” nomeie este novo menu como Geoprocessamento (ou outro nome de sua preferência). Aproveite e, se quiser, troque o ícone padrão da pasta por outro do seu gosto, e termine esta fase clicando em “OK”.
gvsig1_11_17 - Share on Ovi

Clique sobre este novo menu que você acabou de criar e, no lado “Itens”, adicione um “Novo Item”.
gvsig1_11_18 - Share on Ovi

Uma nova janela se abrirá, ela chama-se Criar Lançador. No campo Nome, digite gvSIG; no campo comando, navegue até a pasta onde o programa foi instalado. No meu caso, ficou em “/home/user/gvSIG_1.11/bin/”. Selecione o arquivo gvSIG.sh e mande abrir.
gvsig1_11_19 - Share on Ovi

Para colocar o ícone do gvSIG, clique no ícone do lançador e, na janela que se abre, navegue até a pasta /home/[usuário]/gvSIG1.11/bin e selecione o ícone do gvSIG:
gvsig1_11_20 - Share on Ovi

O resultado final deverá ser parecido com esse, bastando clicar em “OK”:
gvsig1_11_21 - Share on Ovi

Voltando a tela de edição dos menus, verificamos que a entrada correspondente já está lá, bastando então clicar em “Fechar”:
gvsig1_11_22 - Share on Ovi

E aí está o nosso atalho para abrirmos o programa:
gvsig1_11_23 - Share on Ovi

Clicando no menu, logo vemos a tela de abertura do programa:
gvsig1_11_24 - Share on Ovi

E aí está o resultado final:
gvsig1_11_25 - Share on Ovi

Buenas, vamos aproveitar que este artigo já está quilométrico e resolver uma dúvida recorrente: o que fazer quando o gvSIG não abre na tradução pt-br. Em primeiro lugar, vamos em Menu > Janela > Preferências:
gvsig1_11_26 - Share on Ovi

Na janela que se abre, vamos abrindo a árvore de opções: Geral > Idioma:
gvsig1_11_27 - Share on Ovi

Normalmente, quando o “problema” acontece, é porque não está selecionada a opção “Portugues – Brasil”. Basta selecionar esta opção em “Ativar” e clicar em “Aceitar”. Quando o gvSIG for reiniciado, já voltará no idioma tupiniquim!

Por hoje é só, pessoal! Espero que esse tutorial ajude alguém!

Já está entre nós a versão 1.11 final do gvSIG

Desde ontem (18/04/2011) está disponível na página oficial de downloads a versão 1.11 final (estável) do gvSIG, tanto para Linux quanto para Windows, podendo ser baixado também na página dedicada a versão 1.11.

Segundo o comunicado oficial, as principais novidades desta versão são a incorporação de funcionalidades desenvolvidas pelo projeto gvSIG Munich (by Landeshauptstadt München, Referat für Gesundheit und Umwelt:

  • Copiar/colar geometrias entre as camadas [1].
  • Buffer lateral [2].
  • Dividir linha em segmentos equidistantes [3].
  • Adicionar números consecutivos em tabelas de atributos (auto-numeração) [4].
  • Encontrar registros duplicados em tabelas de atributos [5].
  • Instalador de complementos (beta).
  • Nova versão do NavTable [6].
  • Manual do usuário incluso (disponível no menu “ajuda”.
  • Correção de falhas aportadas pela comunidade de usuários e desenvolvedores durante a fase de beta [7].

Outras melhorias em relação às versões anteriores, problemas conhecidos e outras notas desta versão podem ser consultadas aqui.

Nunca é demais lembrar que a versão 1.11 já vem com a tradução para o português do Brasil atualizada, resultado do trabalho coletivo e voluntário da Comunidade Brasileira de Usuários gvSIG.

Nos próximos dias estaremos instalando e testando a nova versão do gvSIG, e postaremos por aqui as nossas opiniões.

Colaborando com a tradução pt-br do gvSIG

Buenas, pessoal!

Com um baita atraso, causado por alguns atrapalhos nos últimos dias (com direito a queimar a fonte do PC duas vezes em menos de uma semana), disponibilizo aqui no blog um espaço para quem quiser colaborar com a tradução do gvSIG para o português do Brasil.

Para tanto, basta acessar a lista das strings traduzidas (abre em uma nova janela), e, a partir daí, existem duas formas:
1) Se você achou algum erro a partir do uso do gvSIG, faça uma busca na página (o famoso “CTRL+F”) pela string errada (Por exemplo, faça uma busca por “Selecioanr”), e localize na coluna “Português do Brasil” a linha onde aparece a string em questão (4759, no exemplo citado).
2) Se você estiver com paciência e boa vontade, poderá também fazer o trabalho de revisão diretamente na página em questão, comparando linha a linha as traduções que estão disponibilizadas (português do Brasil, espanhol e inglês), e sugerindo correções e melhoramentos na tradução.

Em ambos os casos, solicito que as sugestões e correções sejam centralizadas nos comentários deste artigo, pois facilita bastante o trabalho, e qualquer voluntário poderá conferir o que já foi revisado. Para tanto, adote o seguinte padrão: nº da linha | string do programa | tradução com problema | sugestão de nova tradução (utilize uma linha para cada sugestão).
No exemplo citado:
4759 | select | Selecioanr | Selecionar

É isso aí, pessoal. Fico no aguardo da participação dos usuários brasileiros de gvSIG ;)


Para quem quiser saber mais sobre a atualização da tradução pt-br do gvSIG:
Atualização da tradução Português_BR do gvSIG 1.9
[VÍDEO] Atualização da tradução Português_BR do gvSIG 1.9
Tradução do gvSIG para o pt-br (portugues do Brasil)

gvSIG: Coletânea de links

Ultimamente estão sendo publicados excelentes tutoriais sobre o gvSIG e estou publicando abaixo uma relação com uma coletânea dos links que já encontrei na internet. Era para ser um artigo apenas de referência particular, mas o material está tão interessante que resolvi compartilhar.

A lista está aberta e aceito indicações. Procure visitar este artigo periodicamente, pois pretendo atualizá-lo com frequencia.

Processamento de imagens raster:

Edição vetorial:

Trabalhando com tabelas:

Instalações, atualizações, traduções e preferências:

Extensões, módulos e plugins:

Integração com Bancos de Dados e Servidores:

Mapas e arte final:

Vídeo-tutoriais:

gvSIG 3D:

Links para sites sobre gvSIG:

Recursos, bibliografia:

Outras dicas, nem sempre diretamente relacionadas ao gvSIG:

Links a classificar:

Lançada versão RC2 (Release Candidat) do gvSIG 1.10

Outra notícia rápida, mas de impacto: acabo de receber, via twitter do OSOR.eu, a notícia de que foi lançada a versão RC2 (Release Candidat) do gvSIG 1.10. Isso significa que estamos caminhando a passos largos para o lançamento da versão estável, já que fazem poucos dias que foi lançada a versão RC1.

O download já está disponível, tanto na página de downloads das versões de desenvolvimento do gvSIG (procurar a versão 1.10.0), quanto na página do gvSIG hospedada no OSOR Forge.

Lembre-se que esta é uma versão beta, em desenvolvimento, e portanto não deve(ria) ser utilizada no dia-a-dia do trabalho de geoprocessamento, pois é destinada para testes, podendo ocorrer erros que inviabilizariam o seu uso. Normalmente as versões RC já são bastante estáveis, mas ainda podem ocorrer erros. Os erros encontrados podem (e devem) ser reportados na lista de usuários, ou diretamente no bugtracker.

Continua valendo o alerta aos usuários de Windows, especialmente do Windows XP: existem alguns requisitos prévios e procedimentos para que a instalação ocorra a contento! Portanto, muita atenção a esses detalhes.

No mais, uma lista com as novidades, as melhoras adicionadas e os erros conhecidos pode ser acessada no link: http://www.gvsig.org/web/projects/gvsig-desktop/official/gvsig-1.10/notas-de-version

Lançada versão RC1 (Release Candidat) do gvSIG 1.10

Acabo de receber a notícia de que já foi disponibilizada para download a versão do gvSIG-1_10RC1, isto é, o primeiro passo para essa versão tornar-se estável.

Você pode baixar esta nova versão diretamente na página de downloads do gvSIG, ou ainda na página de arquivos do projeto gvSIG no OSOR Forge.

Os procedimentos de instalação continuam os mesmos da versão 1.9. Confira o tutorial de instalação no Linux aqui do blog. Basta fazer a troca dos links dos arquivos para o download. A seqüência de procedimentos é a mesma.

Um alerta aos usuários de Windows, especialmente do Windows XP: existem alguns requisitos prévios e procedimentos para que a instalação ocorra a contento! Portanto, muita atenção nesses detalhes.

Lembro aos interessados que esta ainda é uma versão beta, destinada portanto a testes, podendo ocorrer erros que inviabilizariam o seu uso no dia-a-dia do trabalho de geoprocessamento. Normalmente as versões RC já são bastante estáveis, mas ainda podem ocorrer erros. Outra dica é que você pode ter mais de uma versão do gvSIG instalada no seu computador, bastando para isso escolher outro local de instalação para o programa (por exemplo, instalar na pasta gvSIG1.10 ;) ).

Como já comentamos anteriormente, a versão 1.10 do gvSIG traz embutida várias melhorias, como:

  • Correção de erros da versão 1.9
  • Compatibilidade com Windows Vista e Windows 7
  • Compilação de binários para JVM 1.6 (com compatiblilidade para JVM 1.5)
  • Integração da extensão Sextante (última versão)
  • Integração da extensão NavTable (última versão)
  • Legendas de gráficos de tortas e barras

Vou tentar me apressar na tradução do gvSIG para o pt-br, para que esteja pronta antes do lançamento da versão 1.10 estável!

gvSIG 1.10 beta disponível

Essa foi a notícia que me aguardava ontem, no final de tarde, diretamente da lista de usuários de gvSIG: a versão 1.10 beta do gvSIG está disponível para download.

gvsig1_10 - Share on Ovi

As novidades anunciadas:

  • Correção de erros da versão 1.9
  • Compatibilidade com Windows Vista e Windows 7
  • Compilação de binários para JVM 1.6 (com compatiblilidade para JVM 1.5)
  • Integração da extensão Sextante (última versão)
  • Integração da extensão NavTable (última versão)
  • Legendas de gráficos de tortas e barras

Como podemos ver, além do Linux foi disponibilizada também a versão para Windows, prometendo compatibilidade com o Windows Vista e Windows 7.

Para quem gosta de fortes emoções, já que esta é uma versão beta, ainda não recomendada para produção “de verdade”, aqui vai um passo-a-passo para o Linux:

Abra um terminal, e vamos fazer o dowload do código:

wget -c http://forge.osor.eu/frs/download.php/1161/gvSIG-1_10-beta-lin-i586-withjre-j1_6.bin

Logo após baixar o arquivo, vamos dar permissão para que o mesmo possa ser executado:

chmod +x gvSIG-1_10-beta-lin-i586-withjre-j1_6.bin

E, finalmente, vamos executá-lo:

./gvSIG-1_10-beta-lin-i586-withjre-j1_6.bin

Passamos para o processo visual, e a instalação continua no mesmo padrão das versões anteriores: O programa irá instalar, se necessário, os seguintes componentes: Java Virtual Machine, JAI libraries, JAI image I/O libraries e, finalmente, o gvSIG. Pode seguir todas as opções defaults e/ou recomendadas. Inclusive ele já sugere que o programa se instale na pasta /home/[usuario]/gvsig1.10-beta.

Um problema ainda não resolvido é a não criação de um lançador para o programa, obrigando-nos a criar um:

  • Clique com o botão direito do mouse sobre o Menu Aplicações > Editar Menus;
  • Quando a janela menu principal abrir, você verá dois campos, um chamado Menus: e outro Itens: Em Menus, clique uma vez sobre no ícone Aplicações e em seguida no lado direito da janela clique em Novo Menu. Renomeie este novo menu como Geoprocessamento (ou outro nome de sua preferência).
    Obs.: se você já seguiu esse tutorial anteriormente, essa pasta já deve exitir; basta selecioná-la e passar para o próximo passo.
  • Clique sobre este novo menu que você acabou de criar e no lado Itens, adicione um Novo Item.
    Uma nova janela se abrirá, ela chama-se Criar Lançador. No campo Nome, digite gvSIG 1.10beta; no campo comando, navegue até a pasta onde o programa foi instalado. No meu caso, ficou em “/home/user/gvSIG_1.10beta/bin/”. Selecione o arquivo gvSIG.sh e mande abrir.
  • De volta a janela anterior, no lado esquerdo tem um quadrado com uma figura, clicando sobre ela você adiciona um icone ao seu gosto. Para inserir o icone do gvSIG é só ir até a pasta mencionada no tópico anterior.
  • Depois é só clicar em OK e depois fechar a janela do Menu Principal.

Não tive muito tempo de mexer no programa, e vou deixar para falar sobre as minhas impressões num próximo artigo, mas já deu para ver que a tradução pt-br continua com o mesmo “problema” que já relatei anteriormente. Nada mais simples: adotar a mesma solução apontada no mesmo artigo ;)

Instalando extensões do gvSIG 1.9, no Ubuntu Linux

Conforme prometido no artigo sobre a instalação do gvSIG 1.9 no Ubuntu Linux Lucid Lynx, vamos agora instalar as principais extensões que estão disponíveis para o gvSIG 1.9:
1 – Extensão Teledeteción:
Ferramenta que habilita a manipulação de arquivos raster.
Sequencia de comandos a serem executados em um terminal:

wget -c http://gvsig-desktop.forge.osor.eu/downloads/pub/projects/gvSIG-desktop/devel/gvSIG-1_9/ext/extRemoteSensing-0.1.0/1239/gvsig_extRemoteSensing-0.1.0-1239-linux-i586.bin

chmod +x gvsig_extRemoteSensing-0.1.0-1239-linux-i586.bin

./gvsig_extRemoteSensing-0.1.0-1239-linux-i586.bin

Em continuação basta seguir as instruções, podendo escolher a opção “use JRE used by a previous gvSIG version”, que é a opção recomendada. Lembre-se também de localizar a pasta onde instalou o gvSIG.
(se você quiser um passo-a-passo um pouco mais detalhado, dê uma olhada no meu tutorial sobre a instalação do módulo sextante no gvSIG 1.2).

2 – Extensão Sextante:
E por falar no Sextante, vamos a sua instalação. O processo é o mesmo, então só vou colocar os comandos a serem executados no terminal, e você prossegue com o restante ;)

wget -c http://gvsig-desktop.forge.osor.eu/downloads/pub/projects/gvSIG-desktop/devel/gvSIG-1_9/ext/extSextante-0.3.0/1232/gvsig_sextante-0.3.0-1232-linux-i586.bin

chmod +x gvsig_sextante-0.3.0-1232-linux-i586.bin

./gvsig_sextante-0.3.0-1232-linux-i586.bin

3 – Extensão NavTable:
Já falei sobre a NavTable por aqui, e agora ela está disponível também para o gvSIG 1.9. Para instalar, você vai precisar entrar na página do NavTable, e fazer o download da versão 0.4.1, que é a que nos interessa no momento. Como é um arquivo zip, abra-o com o seu descompactador preferido e extraia a pasta “es.udc.cartolab.gvsig.navTable” para o seguinte destino: pasta_de_instalação_do_gvSIG/bin/gvSIG/extensiones/
Quando você abrir o gvSIG 1.9 novamente a extensão já estará habilitada.

4 – Extensão Phone Cache:
Já falamos sobre ela quando apresentamos o gvSIGmini. Em resumo, ela permite utilizar o gvSIG como visualizador e gerenciador de download de mapas que posteriormente podem ser colocados no cartão de memória do celular, para serem utilizados pelo gvSIGmini em modo offline, economizando no tráfego de dados.
Como estou preparando um tutorial sobre esta extensão, vamos aproveitar e instalar o Phone Cache. Mesmo procedimento que os anteriores, utilizando o terminal:

wget -c https://confluence.prodevelop.es/download/attachments/10420368/extPhonecache-1_9-1253_11-linux-i586.bin

chmod +x extPhonecache-1_9-1253_11-linux-i586.bin

./extPhonecache-1_9-1253_11-linux-i586.bin

E seguir com a instalação em modo visual, observando as dicas já comentadas.

Bom, por enquanto é isso. Já temos o gvSIG 1.9 devidamente instalado, bem como as principais extensões. Agora podemos “botar a mão na massa” e começar a trabalhar com esse excelente programa.
Se você está precisando de alguns tutoriais, vou indicar dois sites excelentes, com muitos recursos para o gvSIG e outros programas opensource na área de geoprocessamento: