Arquivo da tag: GRASS

Nova atualização na coletânea de links sobre o gvSIG

Buenas! Manter a Coletânea de links sobre o gvSIG tem sido um trabalho “pesado”, com o intenso publicação de tutoriais que a comunidade vem mantendo. Inclusive estou aceitando sugestões de como melhorar a apresentação da lista, para que fique mais acessível. Podem usar os comentários, ou entrar em contato comigo.

No mais, vamos às ultimas atualizações, que passarão a fazer parte da lista completa da Coletânea de Links sobre o gvSIG:

Extensão Sextante:

Passarão a fazer parte da coletânea todos os links para tutoriais do canal SextanteLibrary no Youtube:

Análise Visual:

Programação e scripts:

Cursos de gvSIG:

Geoprocessamento:

Edição Vetorial:

Calculadora de campos:

Instalação e Atualizações:

Outras dicas:

Processamento de imagens raster:

Links para sites sobre gvSIG:

Sensoreamento remoto:

Extensões, módulos e plugins:

gvSIG 3D:

Integração com bancos de dados e servidores:

Visualização das Informações:

Mapas e Arte-Final:

Recursos, Bibliografias, Material de referência:

Mais algumas novas categorias:
Aplicações e casos práticos utilizando o gvSIG

gvSIG Mobile:

Sempre lembrando que esta é apenas uma atualização. A lista completa dos links está disponível em “Coletânea de Links sobre o gvSIG. Bom proveito!

Utilizando o GRASS Para Gerar Pontos Aleatórios no gvSIG

Buenas!
Recentemente descrevemos como gerar pontos aleatórios em polígonos utilizando a extensão SEXTANTE no gvSIG. Neste tutorial faremos uso de um algoritmo do GRASS no gvSIG para obter um resultado semelhante. Usei o termo “semelhante” porque o resultado final obtido não é igual ao do tutorial anterior, uma vez que este algoritmo gera pontos aleatórios a partir de uma vista ou de um shape, mas não permite especificar o número de pontos que serão gerados por polígono, que foi a proposta inicial do exercício feito pelo @geoluislopes. No entanto, este algoritmo é muito interessante, podendo gerar não apenas pontos aleatórios em 2D, mas também em 3D. Ou seja: certamente tem o seu momento de aplicação.
Feita esta ressalva, vamos ao tutorial propriamente dito, assumindo que você já está com o GRASS instalado no gvSIG:

Inicialmente, baixe o shape dos municípios do RS, que usaremos neste tutorial. Crie uma nova vista com a projeção WGS 84 (EPSG 4326), abra a mesma e insira o shape.

ptos_aleat01g

Apliquei um zoom na área de interesse, onde quero que os pontos sejam gerados (neste caso, na região central do RS).
ptos_aleat02g

Acessamos a extensão SEXTANTE, através do ícone “SEXTANTE Toolbox”. Na janela da extensão, navegamos até encontrar os algorítimos do GRASS.

ptos_aleat03g

Utilizando a árvore de algorítimos, vamos navegando até encontrar o algorítimo desejado: GRASS > Vector (v.*) > v.random

ptos_aleat04g

Um clic duplo no nome do algorítimo irá abrir a sua janela de entrada de dados, onde poderemos configurar as opções disponíveis. Na primeira aba, “Parameters”, vamos alterar apenas o “n”, que determina o número de pontos a serem gerados, que fixei em 50. As demais opções não nos interessam neste momento, a não ser “v.random: output(vector)”, que detemina se a camada resultante será gerada em um arquivo temporário ou se iremos salvá-la para um arquivo específico. Podemos deixar a opção default de gerar para um arquivo temporário.

ptos_aleat05g

Na segunda aba, “Region”, iremos defenir a região onde o algorítimo será aplicado. Existem 3 opções:

  1. “User defined”, onde podemos determinar manualmente o local de aplicação, alterando os parâmetros “Range X” e “Range Y”.
  2. “Use extent from view”, onde poderemos escoher uma vista para aplicar o algorítimo (a visualiação atual da mesma fixará os parâmetros “Range X” e “Range Y”).
  3. “Use extent from layer”, onde poderemos esolher uma camada onde o algorítimo será aplicado (somente em toda a extensão da camada).

Escolhi a segunda opção, para gerar os pontos aleatórios na visualização da vista que estava ativa.

ptos_aleat06g

Ao clicarmos em “Ok” o algorítimo será aplicado conforme os parâmetros escolhidos, e o resultado aparecerá em uma nova vista. Devemos então selecionar a camada gerada e exportá-la (Camada > Exportar para > SHP).

ptos_aleat08g

Depois de exportar a camada podemos fechar a vista gerada e, voltando para a vista anterior, adicionamos a camada que salva para visualizar os resultados.

ptos_aleat09g

Par conhecer maiores detalhes do algorítimo v.random, basta acessar a página do mesmo no manual online do GRASS.

Instalando o GRASS no gvSIG – Windows XP

Buenas! Para utilizar os algoritmos do GRASS no gvSIG, obviamente antes é preciso instalá-lo. Você pode fazer isso seguindo o tutorial do Jorge Santos, para windows, usando o gvSIG OADE, ou o tutorial do Esdras Andrade, ensinando a instalação no linux, também utilizando para isso o gvSIG OADE. Outro tutorial pode ser achado no blog Fuguraro GIS, que explica a instalação do GRASS tanto para o windos7 quanto para o linux, sem a necessidade de instalar o gvSIG OADE. Foi esse o procedimento que adotei, mas vou aproveitar para explicar como resolver certos “problemas” que apareceram no processo.

Para início de conversa, vá até a página de download do GRASS e baixe a última versão estável do programa. Execute o arquivo baixado, e nos depararemos com a seguinte tela:

grass_gvsig01

Clique em “Next”, e seremos apresentados a tela de licença do GRASS.

grass_gvsig02

Clique novamente no botão “Next”, e veremos a tela de escolha do local de instalação do programa. Pode aceitar a localização sugerida. Clique em “Next” mais uma vez.

grass_gvsig03

Na próxima tela, faremos a seleção do que será instalado. Se você quiser lidar diretamente com o GRASS e fazer os tutoriais de exercícios propostos, pode instalar também os dados de exemplo. No meu caso, deixei desmarcado.

grass_gvsig04

Clicando no botão “Install”, começará o processo de instalação propriamente dito:

grass_gvsig05

Terminado o processo de instalação (que é bastante demorado, não se assuste…), chegamos à seguinte tela:

grass_gvsig06

Ao clicar em “Next”, seremos apresentados à tela final da instalação do GRASS:

grass_gvsig07

Para os fins aqui propostos não precisaremos abrir o GRASS, bastando clicar em “Finish” para sair da instalação.

Vamos agora abrir o gvSIG, e ativar a extensão SEXTANTE, clicando no ícone “SEXTANTE Toolbox”

grass_gvsig08

Com o SEXTANTE aberto, vamos clicar no botão de configuração da extensão:

grass_gvsig09

Seremos apresentados à tela de configurações do SEXTANTE:

grass_gvsig10

Ao clicar na aba GRASS, seremos apresentados à tela de configuração do GRASS:

grass_gvsig11

Na opção “GRASS GIS instalation folder”, vamos selecionar o caminho da instalação do GRASS. No meu caso, C:\Arquivos de Programas\GRASS 6.4.1

Na opção “Shell interpreter (sh.exe)”, vamos localizar o caminho do interpretador de comandos do Shell. No meu caso, encontrei ele sob C:\Arquivos de Programas\GRASS 6.4.1\mysys\bin\sh.exe

Terminado este passo, basta clicar em “Setup GRASS”, torcer os dedos e esperar que tudo dê certo…

Se você é um cara extremamente sortudo, tudo terá ocorrido sem maiores problemas, e você receberá a seguinte tela, avisando que o GRASS já está instalado no SEXTANTE, e que agora contamos com mais 187 algoritmos de geoprocessamento dentro do gvSIG:

grass_gvsig12

Agora, se você é como eu, certamente vai receber uma grande quantia de mensagens de erro! 🙁

A primeira delas nos avisa que a MicoSoft não instalou no seu Windows XP a seguinte dll: “MSVCP71.dll“. Aí não tem jeito… tem que ir para a internet e baixar a dita cuja dll (um dos links que eu achei) e colocá-la na pasta “C:\WINDOWS\system32“. Feito isso, já podemos passar para as próximas mensagens de erro…

O que virá a seguir é uma grande série de avisos de que estão faltando mais… dll’s! E o pior: agora a internet já não nos ajuda tanto! A não ser por uma dica que encontrei nas listas de usuários do gvSIG: na verdade, o que acontece é que o instalador do SEXTANTE procura essas dll’s na pasta padrão do GRASS, a pasta “lib“, mas as ditas cujas estão na pasta “extralib“. Basta você copiar todas as dll’s da pasta “extralib“, e colá-las na pasta “lib” (tudo isso dentro da pasta de instalação do GRASS, que no meu caso foi “C:\Arquivos de Programas\GRASS 6.4.1“). Quando você fizer isso e clicar no “OK” da mensagem de erro que estava aparecendo no gvSIG, automagicamente desaparecerão as mensagens de erro, e seremos brindados com 0 acesso aos 187 algoritimos do GRASS no gvSIG, a partir da extensão SEXTANTE, como pode ser comprovado na próxima tela:

grass_gvsig13

Ufa! Demorou, mas conseguimos! Em breve postarei um artigo utilizando o GRASS para gerar pontos aleatórios no gvSIG. Aguardem!