Exportar feição selecionada no gvSIG 2.x

Este é um dos procedimentos básicos de qualquer GIS, e hoje vamos ver como fazer essa operação no gvSIG 2.x (o procedimento é semelhante para as versões anteriores do gvSIG, mudando apenas algumas partes na interface).

Para esse exercício, vamos utilizar o shape dos municípios do Estado do Rio Grande do Sul, que pode ser obtido na malha digital dos municípios, no ftp do IBGE. Inserido a camada em uma Vista do gvSIG, vamos selecionar o município de nosso interesse, que queiramos exportar para um novo shape contendo apenas as informações referentes daquela feição.

Tenha certeza de que a camada contendo a feição que você queira exportar está ativa na ToC, e em seguida, utilize a ferramenta de seleção simples (“Seleção > Seleção simples“, ou o ícone “Seleção simples“) para selecionar o município desejado.

Selecionando município a exportar
Selecionando município a exportar

Se estiver difícil de localizar o município desejado, utilize as ferramentas de Zoom para navegar na camada, e faça uso da ferramenta de consulta “Informação por ponto” (“Camada > Consulta > Informação por ponto” ou no ícone “Informação por ponto“), que mostra os atributos do ponto selecionado:

Utilizando a ferramenta de consulta "Informação do ponto"
Utilizando a ferramenta de consulta “Informação do ponto”

Conforme podemos verificar, estamos selecionando o município de Santa Maria para exportar. Podemos conferir que a feição está selecionada pelo fato da mesma mudar de cor (para amarelo, neste caso. A cor da feição selecionada pode ser alterada nas preferências).

Com a feição selecionada, vamos exportá-lo como arquivo shape individual. Para tanto, acessamos o menu “Camada > Exportar para…” e, na janela que se abre, selecionamos a opção “Formato shape“, clicando em seguida no botão “Seguinte“.

Janela "Exportar para..."
Janela “Exportar para…”

Na sequencia, abrimos o botão “” para navegar até o nosso diretório de trabalho, e nomeamos o nosso novo arquivo (no caso, SantaMaria.shp), clicando no botão “Abrir” e depois, novamente em “Seguinte“.

Definindo o nome do arquivo a exportar
Definindo o nome do arquivo a exportar

Na aba de “Opções de exportação” que se abre, cuidar para selecionar a opção “Os registros selecionados” na seção “Indique quais registros quer exportar”. Feito isso, basta clicar no botão “Exportar” para terminar o processo.

Exportando apenas as feições selecionadas
Exportando apenas as feições selecionadas

Ao clicarmos em “Exportar”, a exportação será realizada para o arquivo definido anteriormente e abrirá uma janela perguntando se queremos inserir a nova camada na Vista atual.

Definir se queremos inserir a nova camada na Vista atual
Definir se queremos inserir a nova camada na Vista atual

Definido se queremos ou não inserir a nova camada na Vista, podemos terminar o processo clicando em “Fechar” na janela de Exportação, com o que voltamos à janela da Vista onde estávamos trabalhando.

  • Pingback: Criando um mapa de localização no gvSIG – Parte 1 | iDea Plus Geo()

  • Jorge Roberto Ramos Salomão

    Muito interessante, como somos iniciantes no gvSIG, toda a instrução é bem vinda e ainda coincidiu que é o nosso estado, achei bem didático. Gostaria de saber qual o programa para rodar como ebook.

    • Seja bem vindo ao nosso site, Jorge!

      A ideia aqui é mesclar tutoriais para iniciantes no gvSIG com tutoriais mais avançados, de forma que todos possam aprender e colaborar. Em breve teremos muitas novidades!

      Quanto ao programa para rodar como ebook, creio que você se refere ao botão “Baixe este artigo como e-book”, que estou testando. Clicando neste botão você poderá baixar o artigo no formato epub ou mobi, que são formatos para serem lidos nos e-readers, tablets e smartphones, ou através de um programa específico para o PC.

  • GILBERTO CUGLER

    É muito bom saber que vc está de volta, estava fazendo muita falta.
    Os seus tutoriais são muito didáticos e os temas abordados são importantes.