Criando um mapa de localização no gvSIG – Parte 2

Buenas, pessoal! Voltamos com a segunda parte do artigo sobre como elaborar um mapa de localização utilizando o compositor de Mapas do gvSIG.

Dando continuidade ao trabalho que iniciamos na primeira parte deste artigo, abra o projeto que salvamos no final do nosso trabalho. Devemos ter nele uma Vista nomeada Trabalho, onde estão as camadas Município, Microrregiões, Mesorregiões e Estado, referentes ao Estado do RS. Além disso, criamos também os arquivos shapes referentes às divisas do município de Ivorá, a Microrregião de Restinga Seca e a Mesorregião Centro Ocidental Riograndense, além dos arquivos shapes contendo os municípios abrangidos por essas Micro e Meso regiões. Com esses arquivos em mãos, podemos dar continuidade ao nosso labor. O próximo passo será definirmos as Vistas que farão parte do nosso mapa.

Definindo as Vistas que farão parte do mapa

Com o projeto restaurado, acesse novamente a janela do Gerenciador de projetos (“menu Exibir > Gerenciador de projetos” ou “Alt + P“). Selecione o Tipo de documento > Vista, e crie quatro novas Vistas, com as mesmas configurações da Vista já existente, renomeando elas para Estado, Mesorregião, Microrregião e Município. A nossa área de trabalho deverá ficar semelhante a essa:

Área de trabalho com as Vistas criadas
Área de trabalho com as Vistas criadas

Agora vamos popular estas Vistas. Abra a Vista Estado, e adicione o shape do Estado do Rio Grande do Sul (baixado do IBGE) e o shape dos municípios abrangidos pela Mesorregião Centro Ocidental Riograndense. Altere as propriedades da camada, de forma que os polígonos fiquem sem preenchimento e com a cor da borda preta. Na camada referente aos municípios, selecione a Largura da borda em “2.0″ “pixels” “no mundo” para dar um destaque maior.

Definindo estilo para os polígonos
Definindo estilo para os polígonos

O resultado final deve ficar semelhante a esse:

Vista "Estado"
Vista “Estado”

Em seguida, repita o processo na Vista Mesorregião, inserindo o shape da Mesorregião Centro Ocidental Riograndense (que foi exportada na primeira parte do artigo) e o shape dos municípios que são abrangidos pela Microrregião de Restinga Seca, aplicando os mesmos estilos da Vista anterior aos polígonos.

Vista "Mesorregião"
Vista “Mesorregião”

A próxima será a Vista Microrregião. Nela vamos inserir o shape da Microrregião de Restinga Seca e o shape do município de Ivorá, sempre repetindo os mesmos estilos anteriores.

Vista "Microrregião"
Vista “Microrregião”

Finalmente, na Vista Município, vamos inserir apenas o shape do município.

Vista "Município"
Vista “Município”

E agora, um último detalhe, que é o “pulo do gato”, e que nos permitirá sobrepor as Vistas sem nos preocuparmos com o fato de que uma Vista poderia esconder outra Vista que estivesse abaixo dela. Vamos alterar a transparência da Cor de fundo da Vista. Para tanto, acesse novamente a seção Vista no Gerenciador de projetos, selecione a Vista Municípios, e clique no botão Propriedades. Será aberta a janela Propriedades da Vista. Nela, clique no botão “” ao lado da opção Cor de fundo, para que possamos aplicar transparência à cor de fundo da Vista.

Janela "Propriedades da Vista"
Janela “Propriedades da Vista”

Na janela Cor de fundo que se abre, clique na aba HSV, e na opção Transparência deixe o valor em 100%. Com isso, estamos deixando o fundo da nossa Vista totalmente transparente. Em seguida, clique em OK para aplicar os valores e fechar esta janela, voltando para a janela Propriedades da Vista, onde devemos clicar no botão Aplicar e em seguida no botão Aceitar.

Janela "Cor de fundo"
Janela “Cor de fundo”

Esse procedimento deve ser repetido nas Vistas Estado, Mesorregião e Microrregião. Com isto, estaremos com todas as Vistas prontas para serem usadas na composição do nosso Mapa de Localização. Mas isso é assunto para a terceira parte do artigo…

Não se esqueça de salvar o projeto, para que possamos continuar a partir daqui. Nos vemos em breve!