Arquivo mensais:maio 2010

Geotecnologias à cartografia temática: excelente material para download

Eu já tinha uma cópia deste material a um bom tempo, mas precisei encontrá-lo novamente e não foi fácil!
Sendo assim, deixo aqui a indicação do excelente material de estudo sobre Geotecnologias aplicadas à Cartografia Temática.

Você irá encontrar duas apostilas, editadas pelo Cleverson Alexsander Reolon: “Geotecnologias à cartografia temática: fundamentos e iniciação – IBGE on-line, Estatcart e DIVA-GIS”, e “Geotecnologias à cartografia temática: gvSIG”, além das Bases Cartográficas necessárias para a execução dos exercícios propostos. Excelente material, vale o download!

[OSM] Projeto da Semana – 09 de maio de 2010: “Tão longe de mim”

A proposta desta semana é muito interessante: quando trabalhamos com mapeamento colaborativo, geralmente mapeamos algo que está bem próximo de nós. Lugares onde vivemos, visitamos, que fazem parte de nossa história e coisas semelhantes.

O desafio desta semana é ajudar no mapeamento de um local bem distante: Karachi, no Paquistão. A imagem aérea do Yahoo está com uma boa definição e existe muita coisa a ser adicionada no mapa de Karachi.

Se você está com um tempo disponível, esse pode ser um ótimo projeto. Acesse a página do Wiki: Project of the week/2010/May 09 para conhecer melhor os detalhes do que [e como] está sendo mapeado, e acesse o link http://www.openstreetmap.org/edit?lat=24.87372&lon=67.00054&zoom=16 para começar a edição.

Uma dica: não faça a edição no modo “live”. Use o modo “editar e salvar”, pois serão muitas pessoas trabalhando no mesmo arquivo, o que pode causar algum conflito se você estiver editando ao vivo.

Instalando extensões do gvSIG 1.9, no Ubuntu Linux

Conforme prometido no artigo sobre a instalação do gvSIG 1.9 no Ubuntu Linux Lucid Lynx, vamos agora instalar as principais extensões que estão disponíveis para o gvSIG 1.9:
1 – Extensão Teledeteción:
Ferramenta que habilita a manipulação de arquivos raster.
Sequencia de comandos a serem executados em um terminal:

wget -c http://gvsig-desktop.forge.osor.eu/downloads/pub/projects/gvSIG-desktop/devel/gvSIG-1_9/ext/extRemoteSensing-0.1.0/1239/gvsig_extRemoteSensing-0.1.0-1239-linux-i586.bin

chmod +x gvsig_extRemoteSensing-0.1.0-1239-linux-i586.bin

./gvsig_extRemoteSensing-0.1.0-1239-linux-i586.bin

Em continuação basta seguir as instruções, podendo escolher a opção “use JRE used by a previous gvSIG version”, que é a opção recomendada. Lembre-se também de localizar a pasta onde instalou o gvSIG.
(se você quiser um passo-a-passo um pouco mais detalhado, dê uma olhada no meu tutorial sobre a instalação do módulo sextante no gvSIG 1.2).

2 – Extensão Sextante:
E por falar no Sextante, vamos a sua instalação. O processo é o mesmo, então só vou colocar os comandos a serem executados no terminal, e você prossegue com o restante ;)

wget -c http://gvsig-desktop.forge.osor.eu/downloads/pub/projects/gvSIG-desktop/devel/gvSIG-1_9/ext/extSextante-0.3.0/1232/gvsig_sextante-0.3.0-1232-linux-i586.bin

chmod +x gvsig_sextante-0.3.0-1232-linux-i586.bin

./gvsig_sextante-0.3.0-1232-linux-i586.bin

3 – Extensão NavTable:
Já falei sobre a NavTable por aqui, e agora ela está disponível também para o gvSIG 1.9. Para instalar, você vai precisar entrar na página do NavTable, e fazer o download da versão 0.4.1, que é a que nos interessa no momento. Como é um arquivo zip, abra-o com o seu descompactador preferido e extraia a pasta “es.udc.cartolab.gvsig.navTable” para o seguinte destino: pasta_de_instalação_do_gvSIG/bin/gvSIG/extensiones/
Quando você abrir o gvSIG 1.9 novamente a extensão já estará habilitada.

4 – Extensão Phone Cache:
Já falamos sobre ela quando apresentamos o gvSIGmini. Em resumo, ela permite utilizar o gvSIG como visualizador e gerenciador de download de mapas que posteriormente podem ser colocados no cartão de memória do celular, para serem utilizados pelo gvSIGmini em modo offline, economizando no tráfego de dados.
Como estou preparando um tutorial sobre esta extensão, vamos aproveitar e instalar o Phone Cache. Mesmo procedimento que os anteriores, utilizando o terminal:

wget -c https://confluence.prodevelop.es/download/attachments/10420368/extPhonecache-1_9-1253_11-linux-i586.bin

chmod +x extPhonecache-1_9-1253_11-linux-i586.bin

./extPhonecache-1_9-1253_11-linux-i586.bin

E seguir com a instalação em modo visual, observando as dicas já comentadas.

Bom, por enquanto é isso. Já temos o gvSIG 1.9 devidamente instalado, bem como as principais extensões. Agora podemos “botar a mão na massa” e começar a trabalhar com esse excelente programa.
Se você está precisando de alguns tutoriais, vou indicar dois sites excelentes, com muitos recursos para o gvSIG e outros programas opensource na área de geoprocessamento:

Instalando o gvSIG 1.9 no Ubuntu Lucid Lynx

Eu já estava devendo um artigo atualizado sobre a instalação do gvSIG 1.9, a [já nem tão] nova versão estável deste excelente programa de Geoprocessamento, então nada melhor do que aproveitar o lançamento da versão 9.10 do Ubuntu (também conhecida como Lucid Lynx) e saldar essa antiga dívida.

Fiquei curioso para saber se haveria alguma dificuldade em rodar o gvSIG no Ubuntu Lucid, mas o procedimento foi indolor, como nas demais oportunidades. Deixo a seguir o procedimento de instalação que adotei:

Para baixar a última versão disponível nos repositórios oficiais (neste momento, a build 1253), já com os pré-requisitos de intalação, basta abrirmos um terminal e digitarmos o seguinte comando:

wget -c http://forge.osor.eu/frs/download.php/744/gvSIG-1_9-linux-i586-withjre.bin

Terminado o download, vamos alterar as permissões do arquivo, para que o mesmo possa ser executado:

chmod +x gvSIG-1_9-linux-i586-withjre.bin

Finalmente, executamos o arquivo de instalação:

./gvSIG-1_9-linux-i586-withjre.bin

Agora, basta seguir as instruções. O programa irá instalar, se necessário, os seguintes componentes: Java Virtual Machine, JAI libraries, JAI image I/O libraries e, finalmente, o gvSIG. Pode seguir todas as opções defaults e/ou recomendadas. Por costume, deixei a pasta de instalação com o nome geral da versão (gvSIG_1.9, no caso). Assim podemos ter várias versões do gvSIG rodando na mesma máquina, sem problemas, bastando apenas criar um lançador para cada uma delas.

Por falar em lançador, vamos aproveitar e criar uma entrada de menu para o gvSIG:

  • Clique com o botão direito do mouse sobre o Menu Aplicações > Editar Menus;
  • Quando a janela menu principal abrir, você verá dois campos, um chamado Menus: e outro Itens: Em Menus, clique uma vez sobre no ícone Aplicações e em seguida no lado direito da janela clique em Novo Menu. Renomeie este novo menu como Geoprocessamento (ou outro nome de sua preferência).
  • Clique sobre este novo menu que você acabou de criar e no lado Itens, adicione um Novo Item.
  • Uma nova janela se abrirá, ela chama-se Criar Lançador. No campo Nome, digite gvSIG; no campo comando, navegue até a pasta onde o programa foi instalado. No meu caso, ficou em “/home/user/gvSIG_1.9/bin/”. Selecione o arquivo gvSIG.sh e mande abrir.
  • De volta a janela anterior, no lado esquerdo tem um quadrado com uma figura, clicando sobre ela você adiciona um icone ao seu gosto. Para inserir o icone do gvSIG é só ir até a pasta mencionada no tópico anterior.
  • Depois é só clicar em OK e depois fechar a janela do Menu Principal.

E está pronto. Agora você já tem o programa gvSIG disponível em Aplicativos > Geoprocessamento > gvSIG

[Editado]
Em tempo: já ia esquecendo! Não esqueça de desligar todos os efeitos visuais quando for trabalhar com o gvSIG, ou você terá problemas com o mesmo, principalmente se você tem instalado o Compiz. Clique com o botão direito na área de trabalho e escolha a opção “Alterar plano de fundo”; Na aba “Efeitos Visuais”, selecione a opção “Nenhum”. Depois que você acabar de trabalhar com o gvSIG pode restaurar os efeitos visuais.

No próximo artigo, estaremos instalando as extensões que estão disponíveis para o gvSIG 1.9. Até breve!